Buscar

O Quinto

Santa Efigênia

O projeto do Viaduto Santa Ifigênia demorou uma década inteira pra ser concretizado. Inaugurado em 26 de setembro de 1913, na gestão de Raymundo Duprat, sua construção começou três anos antes , com estrutura metálica já moldada, trazida da Bélgica. Liga o Largo de São Bento ao bairro Santa Efigênia.

Sua obra foi executada entre 1911 e 1913, com projeto dos arquitetos italianos Giulio Michetti e Giuseppe Chiapori. O viaduto de metal tem 225 m de comprimento e foi encomendado na Bélgica, de onde as peças vinham prontas para serem montadas aqui, o que demorou três anos. Na construção das fundações, atuou o mestre-de-obras alemão Grundt. Os responsáveis alegavam que a cidade não dispunha de mão-de-obra especializada para garantir a execução de uma obra perfeita como essa, o que a tornou a mais cara executada na época, tanto que o município pela primeira vez aventurou-se a pedir um financiamento – 750 mil libras esterlinas – junto ao governo da Inglaterra.

O objetivo era facilitar o trânsito dos carros e carruagens que enfrentavam a difícil ladeira da Avenida São João, além de melhorar o trânsito dos bondes que subiam a Rua São bento e a Rua XV de Novembro, e que contariam, a partir de então, com uma ligação mais eficiente entre os dois lados do Anhangabaú. Atualmente, o viaduto serve exclusivamente como área de passagem para pedestres.

Seus gradis são um testemunho da belle époque, com destaque para o estilo art nouveau, embora já não sejam tão rebuscados. Em 1978, teve sua estrutura totalmente recuperada pela EMURB e uma escada metálica que dá acesso ao Vale do Anhangabaú foi acrescentada. Com estrutura pintada de ocre, arcos multicoloridos e uma iluminação noturna que destaca suas linhas, esta obra marca, ao lado do Viaduto do Chá, a paisagem do vale.

Junto ao Viaduto está localizada a Igreja Santa Ifigênia (Basílica de N. S. da Conceição), uma das primeiras capelas da cidade. Ela começou a ser construída no início do século XIX, foi demolida e, em 1912, foi reinaugurada. Então ganhou uma inspiração gótica e painéis do pintor Benedito Calixto.

Igreja de Santa Efigênia (Basílica de N. S. da Conceição)
Situado no Largo do mesmo nome e também numa das extremidades do Viaduto Santa Efigênia. O presente edifício é datado de 1912. A Igreja Santa Ifigênia era conhecida como “igreja dos sinos quebrados”, pois eles eram tocados com freqüência incomum. De 1930 a 1954, ela foi a catedral provisória da cidade, já que a nova sede da Sé estava em construção.

Curiosidades

José Oswald Nogueira de Andrade (pai do escritor) foi o responsável pelo projeto, que foi apresentado à Câmara de Vereadores em 1901 e 1904.


 

Vista em direção à região norte, c/
a igreja Santa Ifigênia ao fundo. “A Cidade da Light”